Escolha uma cor para o fundo:  
LIÇÃO 1 - A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DAS PROFECIAS
Texto Básico: II Pedro 1:10-:21 // Verso Áureo: Amós 3:7

INTRODUÇÃO DA LIÇÃO
Por que estudar profecias? Qual é a importância se já creio em Cristo e estou seguro da minha salvação? Primeiramente, permita-nos dizer-te que, quem não conhece as profecias bíblicas está, na verdade, em falta diante de Deus. A genuína fé implica em estarmos fundamentados nos ensinos dos profetas sem o que não temos como conhecer e justificar nossa esperança. Em que consiste nosso galardão? Se não sabemos o que esperamos, como anunciar boas novas aos outros? Que boas novas?

ATIVANDO NOSSA MEMÓRIA
1. O que vocês sabem sobre o futuro? Estamos no Fim? Quando vocês acham que Jesus pode vir: Hoje ainda, amanhã, enfim, quando? E as datas que vem sendo marcadas pelos homens: 1975, 1977, 1992?
2. Vocês conhecem a Bíblia? Como entender Mateus 16:28?

QUESTIONÁRIO
1. Qual é a importância do estudo das profecias em nossa trajetória religiosa?
O principal objetivo do conhecimento das profecias é que, sem este, não temos segurança e nossa esperança quanto ao futuro perde o significado. Pedro disse que as profecias são como uma luz que alumia lugares escuros, ou seja, que nos esclarecem o desconhecido (II Pedro 1:19).

2. É da vontade de Deus que Seu povo conheça a mensagem profética? Qual é um dos fundamentos básicos do alicerce da verdadeira Igreja?
Sim, Deus sempre mostrou antecipadamente aos profetas as coisas porvir e não quer que estejamos em trevas, ignorantes e desorientados. O que revelou é para conhecimento de Seu povo (Amós 3:7; Deut. 29:29; I Tess. 5:4-6).

3. É possível se ter um conhecimento pleno da verdade bíblica se ignorarmos as profecias ou delas tivermos um falso conceito? Que representam os Salmos?
Não. Se não houver um conhecimento real e correto das profecias, o cristão não terá como entender as Escrituras e não poderá estar seguro, inclusive, de sua salvação, pois poderá estar crendo e esperando e transmitindo aos outros, coisas que não ocorrerão. Ao citar os salmos aos apóstolos (Lucas 24:44) Jesus nos provou que estes não eram tão somente poéticos, mas, inclusive, proféticos. Muitos deles falam de uma época em que Deus governará os povos e que todas as nações lhe serão submissas.
Igualmente falam respeito ao juízo de Deus e o destino dos justos e ímpios. É evidente que estas coisas nunca aconteceram, todavia haverão de se cumprir no futuro. (Ver Salmos 46; 47; 52:5; 67, etc. Conheça nosso resumo de "Salmos nas Profecias").

4. Podem todos os que estão envolvidos com a Palavra de Deus, as Escrituras, alcançarem o pleno conhecimento da verdade?
Infelizmente não. As grandes verdades bíblicas são um privilégio dos sinceros e dos fiéis, pois estes realmente amam ao Senhor (Prov. 2:6,7; Mat. 11:25; 13:11-15). Os que apenas são religiosos por ser, não recebem o esclarecimento do Espírito Santo.

5. Podemos confiar nas profecias bíblicas? Como ter certeza de seu cumprimento? Muitos pregam coisas que não acontecem?
Na verdade existem nos nossos dias muitas interpretações que se valem de textos dos profetas e que não se cumprem. Acontece é que, certas correntes religiosas já traçaram sua própria escatologia e aí ficam buscando, como suporte, subsídios nas Escrituras. Quando estudamos a Palavra, devemos nos despojar de nossas opiniões e buscar a direção divina para entendê-la. Querer ajustar a Palavra de Deus ao pensamento humano é um grande erro. Deus revela o fim, desde o princípio (Isaías 46:10). Podemos e devemos esperar com segurança, o cumprimento das profecias bíblicas e nossa fé se baseia em experiências já comprovadas:
PREDIÇÃO CUMPRIMENTO
Cativeiro no Egito por 400 anos: Gên. 15:13,14; Atos 7:6.7 Êxodo 1:8-13
Exílio por 70 anos em Babilônia: Jer. 25:9-11 II Crôn. 36:17-23
Nascimento Ciro (150 anos antes):e livramento de Judá : Is. 44:25-28 Esd. 1:1-3
Dispersão mundial prevista por Jesus: Lucas 21:20-24 A partir do ano 70 A.D.
Retorno a Israel e a Jerusalém: Rom.. 11:25-27 A partir do ano de 1948