Escolha uma cor para o fundo:  


Lição 58 - A perpetuidade da lei de Deus

OBJETIVO DA LIÇÃO
Mostrar que a Lei de Deus, que identifica o pecado, sempre existiu e vigorou; desde o Éden. Se não houvesse a Lei, não teria havido nem jamais existiria o pecado, pois pecado “é a transgressão da Lei” (I João 3:4).

INTRODUÇÃO
Conforme já temos estudado, os inimigos da Lei de Deus concordam e aplicam os nove mandamentos do Decálogo e certamente o defenderiam não fosse o quarto, que ordena o repouso e a santificação do dia de Sábado. Prova disto é a pedra no sapato, da qual não podem se livrar, pois dela tanto dependem: o dízimo! Sabemos que eles sofrem quando lhes perguntamos: Se vocês são contra o Sábado, porque é da lei e do A.T., por que pregam o dízimo? Numa tentativa de derribar o Sábado e todos os Dez Mandamentos, alegam que a Lei de Deus foi dada por Moisés. Que antes não existia! Seria isto verdade? Você já sabe que, se assim o fosse, desde Adão até Moisés, não teria havido o pecado na terra. Será possível que alguém admita tal coisa? Vamos analisar o assunto à luz das Escrituras.

QUESTIONÁRIO
1. Que é mais do que suficiente para provarmos a Lei antes de Moisés?
Basta provarmos que alguém pecou ou que houve sacrifícios e holocaustos, antes de Moisés receber o Decálogo.
Adão pecou: Rom.5:12
Caim praticou homicídio: Gên. 4:10,11; I João 3:12
Terra cheia de violência: Gên.6:11,13
Pecadores de Sodoma: Gên.13:13
Vida dissoluta dos sodomitas: II Pd 2:7,8
José é tentado: Gên.39:9
Idolatria dos amorreus: Gên.15:16; I Reis 21:26
Os cananeus: Lev.20:1-5,22,23
Se estes textos falam de pecados como idolatria, adultério e homicídio, antes do Decálogo ser solenemente promulgado no Sinai, é porque havia um padrão, uma norma ou lei que media o caráter dos homens da época. A Lei existia e vigorava!
Ofertas de sacrifícios: Gên. 4:4; 8:20; 22:13; 31:54; 46:1; Êxodo 5:3; 8:8,25-29; 10:26. Se haviam sacrifícios é porque havia pecado e, consequentemente, havia Lei.

2. Em que consistiu o pecado de Adão?
Adão pecou porque transgrediu um mandamento que Deus lhe deu (Gên. 2:17). Se Deus não tivesse lhe dado uma ordem e ele tivesse comido inocentemente daquela árvore, ele não teria pecado e Deus não poderia puni-lo (Rom.4:12). Isto prova que primeiro vem a Lei e depois se manifesta, pela Lei, o pecado.

3. Sobre a Lei de Deus, que testemunho temos antes do Sinai?
Gên. 26:5; Êxodo 16:28; 18:16. Abraão guardou as leis de Deus. A fé dos israelitas foi provada por um dos mandamentos, quando Deus enviou o maná, e Moisés, mesmo antes de receber as duas tábuas da Lei, já declarava aos israelitas os santos mandamentos. A Lei existia antes do Sinai!

4. Como podemos entender o fato do Decálogo vir em tábua de pedra e as demais leis num rolo ou num livro?
Alguma coisa gravada em pedra nos dá a entender que deveria permanecer, durar mais(Deut.4:13). A Lei de Deus, posteriormente na Nova Aliança, foi escrita no coração dos servos de Deus (Heb. 8:10). Jesus disse que não veio destruir a Lei, mas cumpri-la, e que dela não se omitirá um til ou jota, sem que tudo seja cumprido (Mat. 5:17,18).

5. Que acontece se alguém guardar somente nove mandamentos?
Tiago 2:8-11. A transgressão de um deles é suficiente para fazer da pessoa um transgressor.

6. Era Jesus observador dos mandamentos de Deus? Ele os recomendava?
Mat. 19:17-19; João 15:10; 14:21. Jesus nunca pecou. Se tivesse desobedecido a Lei de Deus, Ele seria um pecador. O cumprimento da lei de Deus é uma prova de nosso amor por Ele.

7. Não seriam pesados demais os mandamentos? Alguém teria conseguido observá-los?
Dizer que os mandamentos são pesados e impossíveis de serem cumpridos, é acusar a Deus de incompetente e injusto (I João 3,4; 5:2,3). Como poderia Ele exigir de nós o impossível? Reconhecemos as dificuldades, todavia sempre houve homens justos e agora, em Cristo, e por Sua graça, é sim possível cumprir Seus mandamentos (Rom. 8:3,4)

8. Guardando os dois ensinados por Jesus não é o suficiente?
Mat. 22:37-40; Rom. 13:10. Se realmente alguém estiver guardando os dois, é claro que está cumprindo tudo. Mas, veja bem:

Quem ama a Deus de todo o coração:
1) Não tem outros deuses 2) Não faz ou adora ídolos
3) Não toma seu nome em vão 4) Santifica Seu dia de repouso

Quem ama o próximo como a si mesmo:
1) Honra a pai e mãe 2) Não mata seu próximo 3) Não pratica adultério
4) Não furta 5) Não mente ou dá falso testemunho 6) Não cobiça os pertences dos outros

A que conclusão chegamos? Só guardam os dois, quem guarda os dez!


Para mais informações:
benepocas@msn.com
Ou ligue para Min. Benedito Poças
Telef: (0XX)68.3222-7636

Voltar