Escolha uma cor para o fundo:  

Lição 59 - O sábado do Senhor

OBJETIVO DA LIÇÃO
Conscientizar o povo de Deus sobre a importância da santificação do Sábado e provar que este é, verdadeiramente, o dia do Senhor, a transgressão deste mandamento ou a sua substituição pela guarda do primeiro dia (domingo), não livra as pessoas de estarem contra a Palavra.

INTRODUÇÃO
O Sábado é o sétimo dia da semana e foi declarado santo pelo próprio Deus, na criação. Foi separado ou santificado, especialmente para o repouso do homem e culto ao Criador. É parte dos Dez Mandamentos e considerado como um sinal entre Deus e Seu povo. Diferentemente dos outros nove, este começa com um “Lembra-te”. Isto significa que Deus havia previsto o esquecimento e a indiferença da humanidade para com Seu dia de culto. Ao observarmos este dia, reconhecemos o único e verdadeiro Deus. O nosso Deus é o Criador e Seu dia santificado é o Sábado! Os que não o observam ou guardam outros dias, fazem descaso do Criador e se identificam com outros deuses, como o deus-sol dos pagãos.

QUESTIONÁRIO
1. Onde, quando e por que foi instituído a observância do Sábado?
Gên. 2-13; Êxodo 20:11. O Sábado foi instituído por Deus, na primeira semana da criação; destina-se ao repouso e culto e identifica o homem com o Seu Criador.

2. Que mandamento usou Deus para provar a obediência dos israelitas no deserto de Sim, antes mesmo de Moisés receber a Lei no Sinai?
Êxodo 16:4-6,23-30. Isto prova que o mandamento do Sábado é importante e mede nosso relacionamento e respeito para com nosso Deus. Poder-se-ia ser usado outro mandamento, mas Deus os provou pelo zelo ao Seu santo dia.

3. Faz o Senhor questão que se santifique o Sábado? Biblicamente, qual é o dia do Senhor? Qualquer um dos sete?
Êxodo 20:10; Isaías 58:13. O dia do Senhor é o sétimo dia da semana e não qualquer um entre os sete. É considerado santo dia de honra e dia de deleite espiritual. Os que o transgridem ou guardam outros dias, estão pisando no mandamento.

4. Que representa este dia para o povo de Deus? É só para os judeus?
Êxodo 31:13,17; Ezeq. 2:12,20. É um sinal entre Deus e Seu povo. Os gentios, incorporados na família de Deus, também são observadores deste dia, bem como de todo o Decálogo (Isaías 56:1-7;Êxodo 20:10; Rom. 2:25-29). O mandamento se aplica também aos empregados do crente.

5. Como fica o Sábado no N.T.? Foi observado pelos seguidores de Jesus?
Luc. 23:56. As santas mulheres, que seguiam e eram instruídas pelo Mestre, continuaram, mesmo após a morte dEle, a observar o Sábado, conforme o mandamento. Este não encerrou na cruz!

6. Em relação a este mandamento, qual era o costume dos judeus, Jesus e Seus apóstolos?
João 15:10; Luc. 4:16; Atos 15:21; 13:14,42; 16:13; 17:1,2; 18:3,4. Jesus guardava os mandamentos do Pai, inclusive o quarto. Os judeus adoravam neste dia e os apóstolos seguiram nesta fé. O domingo (1º dia da semana) era um dia dedicado ao deus-sol Tamuz, a maior divindade do paganismo. Foi introduzido na religião apóstata no IV século, com apoio do imperador Constantino.

7. Alguém dizia que Jesus violava o Sábado. É certo isto?
João 9:16; 5:18. Os judeus que rejeitavam a Jesus procuravam ocasião de O matar. Mentiam, não só dizendo que Ele quebrantava o Sábado, mas também que tinha demônios (João 8:48; 10:20). Se, na verdade, Jesus violasse o Sábado, Ele seria um pecador e eles não precisariam de mais nada para matá-lo, pois a lei lhes facultaria o apedrejamento. O fato é que isto era calúnia. Na verdade levaram Jesus ao Calvário, por ser Filho de Deus (João 19:7). Curas e evangelismo no Sábado, não o transgrediam (Marcos 3:1-6; João 7:32) mas contrariavam as tradições judaicas.

8. Que foi encerrado na cruz?
Efés. 2:15; Col. 2:14. Aquilo que na lei de Moisés era contra nós, incluindo os sacrifícios, circuncisão e os sábados cerimoniais fixos, que incorporavam as festas anuais (Lev. 23:8,21,24,28,32,35,38). Se o Sábado do Senhor tivesse sido abolido na cruz, as santas mulheres não o teriam guardado.

9. Como devemos observar este dia?
Isaías 58:13; Lev. 23:32; Neem. 13:19. Neste dia só devemos cuidar das coisas de Deus. Negócios, trabalhos materiais devem ser deixados. Empregados devem ser dispensados antes do pôr-do-sol de sexta-feira. As mulheres devem fazer os preparativos no sexto dia, antes do pôr-do-sol. Estes preparativos, incluem o alimento que, caso necessário, poderá ser aquecido. Quando se tratar de uma necessidade emergencial, não vemos por pecado preparar um alimento ou socorrer a alguém, desde que não seja cobrado pelo trabalho (Êxodo 12:16).


Para mais informações:
benepocas@msn.com
Ou ligue para Min. Benedito Poças
Telef: (0XX)68.3222-7636

Voltar